logo radio web ufpa

O projeto Rádio Web UFPA visa proporcionar um novo canal de divulgação das atividades científicas e acadêmicas desenvolvidas pela Universidade Federal do Pará. Um dos principais diferenciais de uma rádio web, em relação a uma rádio convencional, é a possibilidade de o ouvinte (professor universitário, aluno, funcionário ou professor do Ensino Médio) ter um banco de dados às sua disposição. Por meio de busca por palavras-chave, o interessado pode ouvir e "baixar" programas sobre os mais variados temas (genética, aquecimento global, literatura e outros) veiculados e armazenados no arquivo da Rádio Web UFPA. Trata-se de um importante instrumento pedagógico e de socialização do conhecimento científico produzido na UFPA.

O projeto da Rádio Web UFPA começou a ser idealizado em 2006, nas reuniões do grupo de pesquisa “Estudos em Rádio e Divulgação Científica”, do Instituto de Letras e Comunicação - Faculdade de Comunicação, coordenado pela professora Luciana Miranda.

Três anos depois, os planos de montar a rádio institucional da universidade se efetivariam. Aproveitando a ocasião do Fórum Social Mundial (FSM), realizado em 2009 no Pará, a Rádio começou a funcionar no dia 27 de janeiro de 2009, em caráter experimental, com o slogan Divulgando conhecimento, que caracteriza sua missão e motivação.

A Rádio Web exerce seu papel de mídia educadora, assim como contribui para a redução do "analfabetismo científico”, divulgando e esclarecendo, sobretudo, as características do método científico e do processo de produção da ciência. Buscando, com isso, fazer com que a sociedade compreenda as vantagens e os riscos do progresso técnico e saiba avaliar positivamente a importância do investimento em ciência e tecnologia.

Na Amazônia, seja em que caráter for, convencional ou web, a rádio se constitui em importante mídia, considerando as especificidades e particularidades da região. A Rádio Web UFPA nasceu com a finalidade de cumprir esse papel, ou seja, divulgar o conhecimento produzido na academia, estabelecendo uma relação com a sociedade, e, utilizar e se apropriar daquilo que disponibiliza a tecnologia, para bem informar os públicos.

Com esse objetivo, em maio de 2009, a Rádio iniciou as transmissões regulares, estreando com seis programas em uma grade fixa (UFPA Debate, UFPA Entrevista, Universidade Multicampi, UFPA Ensino, UFPA Pesquisa e UFPA Comunidade). Posteriormente surgiram os demais programas: Radiojornal Acontece, UFPA na Madrugada, Memória Musical, Espaço Experimental, além dos programas especiais, Eureka!, Ciência Legal e Grito Ribeirinho. Assim, buscamos levar a nossos ouvintes o conhecimento produzido na Universidade nas mais diversas áreas, além de divulgar a cultura brasileira e regional por meio de nossa programação musical.

Objetivos

  • Socializar o conhecimento produzido na UFPA dentro e fora do país;
  • Promover o debate democrático e plural de ideias e tornar-se um pólo de formação e estudos sobre rádio;
  • Aliar a versatilidade do web jornalismo ao tradicional modelo radiofônico, em prol do intercâmbio científico, cultural e acadêmico;
  • Proporcionar um banco de programas com informações de caráter pedagógico sobre as atividades desenvolvidas pela UFPA na e sobre a Amazônia;
  • Possibilitar o acesso de professores e alunos, assim como dos demais webouvintes de informações para pesquisas escolares ou pessoais.

Proposta

Comunicar o conhecimento científico é dever de toda instituição pública de pesquisa. No Brasil, das 58 Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) existentes em 2009, pelo menos 15 possuíam emissoras de rádio AM ou FM na versão on line. Em todas podem ser encontrados programas ou informações sobre ciência, principalmente, sobre as pesquisas desenvolvidas nas próprias universidades. O desafio de comunicar a ciência, contudo, está longe de ser alcançado. A demanda social por conteúdos de qualidade e formato mais atrativos têm fomentado núcleos de divulgação científica em todo o país.

Na Região Norte, as Universidades Federais do Amazonas e do Pará têm se destacado nesse sentido. Nesse cenário, apresentam-se projetos, grupos de pesquisa e eventos sobre divulgação científica, além da produção experimental em meios impressos, audiovisuais e multimídias. Especificamente em relação à produção radiofônica sobre a temática, ainda há muita carência, o que exige maiores esforços dos núcleos que se propõem o desafio de comunicar a ciência da e na região amazônica.

Hoje, com cinco anos de atividades, a Rádio Web UFPA já se tornou uma referência em termos de divulgação científica para outras instituições e para a imprensa.

Público

Além de webouvintes brasileiros, que representam a grande maioria, a Rádio também é ouvida e acessada por pessoas dos Estados Unidos, Argentina, Portugal, Espanha, Irlanda, além de registros do Japão, de Moçambique, da Nigéria, dentre outros países.