logo radio web ufpa

Atentos e curiosos, os calouros das áreas de Ciências Biológicas e da Saúde participaram do terceiro dia de aula magna, na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Os novos estudantes assistiram palestra com o tema “Síndrome metabólica e fatores de risco para doenças cardiovasculares no arquipélago do Marajó: um problema de saúde pública”.

A aula no Centro de Eventos Benedito Nunes foi ministrada pelo diretor geral do Instituto de Ciências Biológicas da UFPA (ICB), Ricardo Vieira. De acordo com o professor, o assunto síndrome metabólica no Marajó foi apresentado aos calouros por representar doenças não transmissíveis e que estão aumentando, cada vez mais, na Amazônia, como a obesidade, diabetes, hipertensão e colesterol alto.

A caloura Natalye Cunha, aprovada no curso de Medicina, sempre teve interesse na área da saúde. Após três tentativas no vestibular, a tão sonhada aprovação veio neste ano. Segundo Natalye, a aula magna foi uma iniciativa excelente para conhecer mais a área e também a UFPA. “A gente fica ciente das propostas da universidade e tudo o que a gente vai poder realizar aqui dentro. É um mundo totalmente novo”.

Quem também está cheia de expectativas é Thaís Campos, aprovada no curso de Fisioterapia. Segundo Thaís, a aula magna ajudou a compreender um pouco mais sobre a saúde na região. “Eu espero não só acrescentar academicamente, mas acrescentar também pessoalmente como ser pensante”, comenta a caloura sobre os planos futuros como fisioterapeuta.

O professor Ricardo Vieira ressalta a importância de conscientizar os calouros sobre o papel que eles, enquanto profissionais das ciências biológicas e da saúde, vão ter para contribuir na melhoria do atendimento e na prevenção de doenças na região. “Eu diria para os novos calouros abrirem os olhos para a Amazônia”, alerta o professor sobre a necessidade dos futuros profissionais permanecerem no Estado depois de formados.

 

Reportagem: Rafael Rocha - Rádio Web UFPA.

Foto: Adolfo Lemos - Ascom UFPA.